segunda-feira, 18 de maio de 2009

Reciclagem - Coinscientização
























Nunca ouvimos falar tanto sobre reciclagem, respeito ao meio ambiente e conservação da natureza. Ontem, ouvindo ao “Fantástico”, vi uma família que estava reciclando seu lixo doméstico, mas não havia quem recolhesse este lixo.
Tenho exatamente o mesmo problema em meu bairro, o Itaim Bibi, em São Paulo. É um bairro nobre, porém sem os serviços que deveriam ser essenciais em qualquer grande capital, como a coleta seletiva de lixo.
Noutro dia liguei para a empresa da prefeitura que coleta o lixo doméstico perguntando se havia a coleta seletiva em meu bairro, e a pessoa que me atendeu me deu um sonoro “NÃO”, me mandando procurar por uma cooperativa que recolhesse esse tipo de lixo. Liguei para inúmeras cooperativas e nenhuma delas está interessada em recolher o lixo domiciliar, pois me disseram que não é lucrativo - e que inclusive eles estão sem caminhões para esse serviço.
Então fica muito difícil ser “ecologicamente correto” neste país. Uma cidade rica como São Paulo, que produz milhões de toneladas de lixo diariamente, e com uma prefeitura que – aparentemente – não está interessada em contribuir com a melhoria da qualidade do meio ambiente, é um absurdo. Vivemos em uma cidade super poluída e deveríamos ter uma secretaria de meio ambiente mais ativa e participativa. Isso tudo é lastimável, pois o povo tem recebido diversas mensagens sobre como contribuir para a melhoria do meio ambiente e tem se interessado por estes assuntos. Mas se as prefeituras não colaborarem da mesma forma que os meios de comunicação, fica tudo muito difícil. Registro aqui o meu protesto.

4 comentários:

Pri Guti disse...

Marisa, você esta certíssima e enquanto a coleta não chegar, não deve desanimar. Aqui no meu condomínio, eu separava o lixo e deixava fora das caixas de coleta, como uma forma de "me recuso a jogar no lixo"... Pouco tempo depois este serviço foi contratado por aqui. No caso de uma via pública, acho que a melhor maneira é mobilizar outros moradores com um abaixo assinado com seus vizinhos e associações locais. O que ajuda muito também é evitar e reduzir o lixo. Diminuir o consumo e carne é outra grande contribuição. Vamos em frente Marisa, não podemos desistir!
Um grande beijo!!!!

Marisa Lima disse...

Oi Pri,
claro que não vou desanimar jamais.
Bjs

Maria Aguiar disse...

É Marisa, às vezes parece mesmo impossível contribuir. Eu aqui na Aclimação tenho coleta seletiva uma vez por semana, além de poder contar com o Pão-de-Açúcar da Ricardo Jafet, que te um ponto de coleta no estacionamento no mercado, e o Parque da Aclimação que também tem caçambas específicas para lixo reciclável!
Pura sorte!!!!

Marisa Lima disse...

Oi Maria,
eu não tenho nada de coleta por perto. O Pão-de-Açúcar mais próximo é longe.rsss
Mas continuo reduzindo o uso de embalagens e continuo separando o meu lixo. Esta já é uma mania de anos, muito antes de todos ou quase todos entrarem na boa onda de concientização.
Bjs

 
BlogBlogs.Com.Br