segunda-feira, 13 de junho de 2011

Flores no Jardim

Acabei de conversar com uma cliente que reclamou que seu jardim não está dando mais flores. Expliquei que as flores tem um período de floração e com raras exceções elas florescem o ano inteiro.
Não depende de cuidados, adubações de nada, depende da época de floração de cada espécie.
Para quem quer ter flores sempre, tem que ter uma grande variedade de espécies que floresçam em épocas variadas para que o jardim tenha sempre flores.Infelizmente nem todos possuem esta disponibilidade de espaço.
Locais sombreados são mais difíceis ainda de florir.
As espécies que ficam mais tempo floridas são a ixora, a lantana e a alpínea, mesmo assim elas tem períodos sem flores.

8 comentários:

Maura disse...

Oi Marisa...
Meu adorado jardim anda meu largado desde que minha filhota nasceu... Mas a camélia está lindamente florida!
Foi vc quem me mandou umas fotinhos do quarto da sua bebê quando eu estava decorando o quarto da minha? Não tenho certeza... Tinha uma linda pintura na parede e um detalhe maravilhoso no gesso do teto e um lustre muito fofo...
Se sim, quero te enviar as fotos do quartinho da Sophia, me inspirei nas tuas idéias especialmente quanto aos detalhes do forro...
Ah! Estou realizando o sorteio de um livro sobre cactos e plantas suculentas.
Um abç,
Maura,
mamae da Sophia

Marisa Lima disse...

Oi Maura,
fui eu sim. Foi uma decoração que fiz em uma exposição.
Mande as fotos pro meu e-mail.
Parabéns pela SoPhia, que ela tenha muita saúde e seja feliz!
BJs

SOS Trilhas disse...

O homem “evoluiu”, se afastou da natureza, se cercou de concreto construindo cidades cada vez mais ricas em tecnologia e seu ritmo de vida mudou, se tornou cada vez mais frenético... hoje o homem busca o campo em busca de paz...
A valorização comercial e busca por empreendimentos que oferecem belos jardins é uma demonstração da necessidade do homem em estar em contato com a natureza, em “recarregar suas baterias” e “desacelerar” como tantos dizem.
É de compreender que as pessoas desejem a presença de flores com tanta avidez, pois seus coloridos são capazes de nos proporcionar grande alegria, mas é preciso aprender a admirar não só as flores, mas também as, formas, tamanhos, cheiros e texturas tão diversificadas das demais espécies... e, como se isto não bastasse, quanta beleza há na capacidade que estes seres possuem de nos curar, alimentar e ajudar a manter o clima em nosso planeta suportável para nossa existência! Há beleza em todas as plantas, mas infelizmente, às vezes falta sensibilidade para vê-la!
Como você bem colocou, Marisa, as flores têm um período de floração, têm seu tempo, como tudo na natureza, inclusive nós e, embora esqueçamos com freqüência de que fazemos parte da natureza, nosso corpo adoece quando desrespeitamos nosso tempo. E a natureza está adoecendo... já passou da hora de aprendermos a respeitar seu tempo!

Marisa Lima disse...

SOS trilhas,
obrigada pelo lindo comentário.
Todas as plantas são igualmente belas, com ou sem flores.

Maria Alice disse...

É verdade, tudo a seu tempo. Temos que entender direito os momentos diferentes da natureza.
Bjs!

Marisa Lima disse...

É Maria Alice, infelizmente nem todos entendem.
Bjs

Stella V. de Souza (paisagista) disse...

Olá Marisa!
Mais uma vez você acerta trazendo um tema que é motivo de muitos equívocos entre as pessoas e que merece ser bastante discutido tendo em vista sua complexidade.
Flores são o sonho de consumo de quase totalidade daqueles que têm um “cantinho verde”, seja ele um grande jardim, um canteiro, uma varanda ou mesmo uma janela com vasinhos de plantas. Mas o grande SENÃO desta estória é que nem sempre é possível tê-las.
Além das razões que você já mencionou é preciso lembrar sempre que plantas são seres vivos e que, assim sendo, cada indivíduo tem a sua própria personalidade e maneira de reagir aos estímulos. Vou dar um exemplo: Na casa de uma cliente minha há um canteiro onde estão plantadas duas estrelitzas com forração de azulzinha. O canteiro fica num terraço e recebe sol durante quase todo o dia. Também não há variações quanto à rega, adubação, ph da terra ou mesmo ventilação, no entanto, ontem, quando lá estive, verifiquei que, indiferente às flores da azulzinha e de sua “irmã”, uma das estrelitzas insiste em não florir! Sua folhagem está tão saudável e exuberante quanto a da outra, mas ela sempre foi mais tímida e nos ofertou menos flores!
Ainda pensando em características pertencentes aos seres vivos, me lembrei que, certa vez, um engenheiro agrônomo me explicou que, quando uma planta floresce de forma muito intensa, é possível que sua próxima florada seja menos expressiva. Isto se dá porque a flor (depois do fruto) é o elemento que mais consome energia da planta e que ela tenderá a se recuperar deste “gasto” reduzindo a quantidade de flores para economizar energia. A mim este descanso parece bem merecido!
Sua explicação sobre a época das floradas nos remete à Europa, onde alguns dos mais belos jardins do mundo possuem canteiros inteiros de flores sazonais, sendo modificados a cada estação para que sempre estejam floridos. Mesmo assim, nos locais onde o inverno é mais rigoroso, alguns trechos destes jardins costumam ser fechados ao público, pois parte de suas espécies foi conduzida a estufas e/ou está adormecida em seus bulbos.
Stella V. de Souza
(paisagista)

Marisa Lima disse...

Stella,
seu texto vale por um post.
obrigada.

 
BlogBlogs.Com.Br